A missão da NASA toca o sol. Cientistas chocados ao ver a superfície

Os astrônomos estão tentando encontrar as origens do espaço com os telescópios mais recentes. 

(captura de imagem – youtube – https://youtu.be/LkaLfbuB_6E)

A missão da NASA toca o sol. Os humanos pisaram pela primeira vez na lua em 1969. Desde então, exceto pela espaçonave tripulada e rovers pousando nos respectivos planetas, os humanos não pousaram em outro planeta.

 Nessas circunstâncias, a agência espacial norte-americana NASA inaugurou uma nova era. Enviou uma nave espacial para tocar o sol pela primeira vez. 

A sonda Parker Solar Probe, enviada pela NASA, penetra na atmosfera solar. Esse ambiente de superfície é; chamado de corona.

 A sonda solar que entrou naquela atmosfera … examinou os átomos ali … e também descobriu como era o campo magnético. A NASA disse na terça-feira que tudo aconteceu em abril e agora se sabe que foi um sucesso.

Como é a superfície do sol?


Portanto a NASA diz que este é um marco na pesquisa em andamento sobre o sol. Naves espaciais e humanos pousaram na lua para descobrir como era a lua e como era a superfície. 

Qual é a superfície do sol como uma esfera de fogo? É mole, é lamacento como Júpiter, é gasoso … ou é duro com pedras … a pergunta agora está; respondida. Conhecemos as principais informações sobre a estrela (sol) mais próxima.

Contudo a Parker Solar Probe foi, lançada ao sol em 2018. Tocou o sol três anos depois.

Entretanto até agora, nenhuma espaçonave chegou tão perto. Assim, o sonho secular dos cientistas tornou-se realidade. 

A missão da NASA toca o sol. Cientistas chocados ao ver a superfície

Nesta ocasião, descobriu-se que a superfície do Sol … não era tão dura quanto a Terra. 

De fato o clima é extremamente quente. Os cientistas concluíram que a atração do sol e a atração dos campos magnéticos afetam o material solar.

Por fim com base nas fotos tiradas da coroa do Sol, estima-se que a área de saída do material solar da superfície do Sol é de 69,57.000 km a 1,39,14.000 km. Cientistas da NASA dizem que a Parker Solar Probe, enviada pela NASA foi; atingida por um campo magnético e átomos ao viajar 12,52,260 quilômetros em direção ao sol.